segunda-feira, 5 de setembro de 2011

A Bandeira e o mastro.



O mastro fincado na terra fica inalterado,
Mas a bandeira estendida tremula para todo lado.
E diz aquela bandeira para o mastro inerte:
 ---  Como pode ficar tão estático, você não se diverte?

O mastro com serenidade responde para o lábaro:
---  Quem te sustenta sou eu, não ando ao sabor dos ventos,
      Se não tivesse suporte seria só choro e lamentos.

O estandarte estendido agita-se faceiro,
Gosta de aparecer sempre quer ser o primeiro.
Porém o mastro sabia que toda esta alegria,
Tem aparência de céu, mas deve muito ao chão.

Existem muitas pessoas que mudam à mais leve brisa,
Até ostentam verdades com muita convicção,
Mas basta sopro contrário que o sim transforma-se em não.

Existem também aquelas que arvoram verdades plenas,
Mas falta profundidade que as mantenha serenas.
Sem saber o que diz, vai do sul para o norte,
Quem é sua força motriz, é o outro? Vento forte?

Não acho que rigidez do tipo que nos engessa,
Tenha alguma valia, seja algo que interessa,
Mas ser como folha ao vento, mudando de direção,
Demonstra incoerência e falta de opinião.

Saber que nem tudo sabe não denota pequenez,
Ter firmeza naquilo que sabe também não é altivez.
Por certo é sendo você, que o eu se torna mais nós,
Portanto mantenha o prumo ao ouvir qualquer voz.

Ser mastro ou ser bandeira depende da situação,
Mas cabe a nós a escolha, do rumo, da direção,
Portanto mantenha o curso traçado em sua jornada,
Evite desvios inúteis que levam do tudo ao nada.



4 comentários:

  1. Mais uma vez, um ótimo texto, Tony.
    A bandeira ainda pode se justificar, por sua natureza ser a de acompanhar o vento.
    O problema fica mais sério quando vemos pessoas fazendo o mesmo, hoje aqui, hoje ali, sempre se deixado levar pela brisa do momento e sem nenhuma convicção própria a defender.

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto Tony, eu só trocaria a bandeira por um biruta
    abraço

    ResponderExcluir
  3. ....E assim se faz a vida entre os fortes e os fracos ... os indecisos e os firmes de opinião!!! Os que corrompem, os que se deixam corromper e os que nunca se deixaram envolver...Imagine uma peneira gigante...tao poucos restaram como o mastro...para realmente carregar uma bandeira seja ela qual for!!!! Bjs...

    ResponderExcluir